Make your own free website on Tripod.com

PUBLICIDADE:

d'artagnan juris

Ano III - Nº 28 janeiro 2002.

MACEIÓ-ALagoas 
BRASIL

doutrina:

diversos:

ANUNCIE

DOUTRINA

E-BOOKS

ENViar TEXTO

LINKS

OPINIÃO

PARCEIROS

POEMAS

PRÊMIOS

RÁDIO 

RECOMENDE

UT. PÚBLICA

refletir

.::CONTATO::.

Clique na figura abaixo e fale conosco.

.::NOTÍCIAS::.

 

.::CADASTRO::.

Clique aqui para receber os nossos boletins mensais. CADASTRE-SE!

ENQUETES

Você gostou do novo visual deste Site?
Sim
Não
Votar
resultado parcial...

Você apóia a guerra que os EUA querem promover?
Não
Sim
Não sei
Votar
resultado parcial...

<< VOLTAR

.:: IMPRIMIR ::.

.:: AJUDA ::.

POEMAS - MEDO DE LUTAR (PCF)

Contador de visitas

Como uma praia deserta hoje encontra-se meu coração
Sem ninguém que possa trazer-lhe alegria
Alegria que é dada e retirada
Dada de uma vez
E retirada aos poucos para que, eu acho
Ser mais dolorido,mais sofrido.

Porque será que só me apaixono erradamente
Tantas são as chances dadas
E tantas mais fossem doadas
Seriam perdidas, pois por mais que tentasse não conseguiria aproveitá-las.
Será que por burrice?
Será que sou tão cega que não vejo a felicidade na minha frente
Ou surda por não ouvir a voz da razão?
O que será que se passa?

Será que sou machucada por pura maldade?
Ou será que sou tola e me iludo rapidamente?
Será que os gestos recebidos por mim são carinhos de amigos e não carinhos de amantes?
Será que o amor que sinto vale a pena?
Sei que por mais que tente odiar, mais amo
Por mais que tente me afastar, mais me aproximo

Será que mereço isso?
Será que sou vítima de um amor impossível?
E o pior é que por medo das conseqüências
Nunca poderei dizer que vivi um grande amor
Que sofri por algo que lutei
O máximo que direi é que sofri por algo que achei impossível
E que não lutei para consegui-lo.

Priscila Campos Fonseca