Make your own free website on Tripod.com

PUBLICIDADE:

d'artagnan juris

Ano III - Nº 28 janeiro 2002.

MACEIÓ-ALagoas 
BRASIL

doutrina:

diversos:

ANUNCIE

DOUTRINA

E-BOOKS

ENViar TEXTO

LINKS

OPINIÃO

PARCEIROS

POEMAS

PRÊMIOS

RÁDIO 

RECOMENDE

UT. PÚBLICA

refletir

.::CONTATO::.

Clique na figura abaixo e fale conosco.

.::NOTÍCIAS::.

 

.::CADASTRO::.

Clique aqui para receber os nossos boletins mensais. CADASTRE-SE!

ENQUETES

Você gostou do novo visual deste Site?
Sim
Não
Votar
resultado parcial...

Você apóia a guerra que os EUA querem promover?
Não
Sim
Não sei
Votar
resultado parcial...

 

<< VOLTAR

.:: IMPRIMIR ::.

.:: AJUDA ::.

POEMAS - LUA CLARA - (DR)

Contador de visitas

A noite é um mistério

que eu finjo compreender

Na espera de amanhecer

repleto de sonhos e gostos

As luzes da cidade refletida

em meus pensamentos , em vão

não conseguem espantar a solidão

A lua polvilha em meu céu

o trigo da saudade, minha metade

Mana única do meu pão

sem tom , sem som , sem dom

Sobrevivência árdua ,

farda pesada e fria

Abrigo do peito assombrado

meu caso sério , sem explicação

Num toque de ilusão, segundos

vou ver o horizonte , me iludo

Imagens de uma aquarela

sem pintura , nua e crua

Reflexo d,alma

bela , sem calor

Solitária ... esperando

você, minha Lua Clara

Olho para o céu

força para não chorar, me inundo

Na boca um enxame de estrelas

me afogo , me apoio

Lembrança do futuro

momentos que não tive

Sofrimento que não passa

moradia de uma vida, sem caminho

Traços de uma rua e seus ramalhetes

amor anotado em bilhetes

saudades , amar sem maldade

Rumores ... Ruídos ... Sabores

Som que brota , adormece

Veias do corpo , sinfonia de dores

fruto de mim , gemidos

Fortes fragmentos , arranhões

querer sentir ,o que não posso ter

Tema indecifrável

amor ... dor

Canção devotada

amada , adorada

Som sobre som

razão de ser o que sou

Ir por onde ninguém for

viver , viver e não fingir

nem esconder num olhar

Hino ... Grito

teu nome ao vento

Anjo do meu céu

te faço um pedido

despido ... ingênuo

Briho da estrela

reluzindo teu olhar

Guache de meu horizonte

amor honesto , sincero

Te espero , te quero

com um dengo , sem medo

Me entrego em sete cores

sorriso na flor da boca

Asas de beija-flor

beija a flor d,alma

Flutuando no tempo

inventando qualquer canção

Eu e o meu coração

asas de bem-te-vi

te vi n,alma

Você e Eu

soltos no espaço , sorriso no abraço

Vamos deixar tudo rolar

fogo acesso , corpo paixão

Um minuto , devastador

desejos provados , aprovados

Prazeres dançantes , amantes

cantando... ensaiando

Canções ... Sinfônias

nossos segredos , nossos pedidos

Vamos dançar ...

palavras no ouvido,

Tremores perdidos

em noites de sonhos

Valsa desejada

iluminada infinitamente

por uma Lua Clara ..

Daniela Resch