Make your own free website on Tripod.com

PUBLICIDADE:

d'artagnan juris

Ano III - Nº 28 janeiro 2002.

MACEIÓ-ALagoas 
BRASIL

doutrina:

diversos:

ANUNCIE

DOUTRINA

E-BOOKS

ENViar TEXTO

LINKS

OPINIÃO

PARCEIROS

POEMAS

PRÊMIOS

RÁDIO 

RECOMENDE

UT. PÚBLICA

refletir

.::CONTATO::.

Clique na figura abaixo e fale conosco.

.::NOTÍCIAS::.

 

.::CADASTRO::.

Clique aqui para receber os nossos boletins mensais. CADASTRE-SE!

ENQUETES

Você gostou do novo visual deste Site?
Sim
Não
Votar
resultado parcial...

Você apóia a guerra que os EUA querem promover?
Não
Sim
Não sei
Votar
resultado parcial...

<< VOLTAR

.:: IMPRIMIR ::.

.:: AJUDA ::.

OPINIÃO - D'Artagnan Juris - (OC)

Contador de visitas

TEORIA DO UNIVERSO PARALELO DOS OBJETOS PERDIDOS
(ACREDITE... SE QUISER...)

Autor: OSWALDO DA COSTA

 

Você naturalmente já consumou uma experiência a qual um objeto seu qualquer, inexplicavelmente, desaparece de um segundo para o outro e sem deixar vestígios. Talvez tenha sido algo como sua carteira, sua bolsa, seu celular, seu dinheiro, seu relógio, etc...

Sabe-se que muitas vezes não é encontrada uma explicação científica para a estranha ausência repentina de tais objetos.

Ocorre que o proprietário do objeto, ao sentir sua falta, o procura por todos os lugares lógicos possíveis onde ele poderia estar, depois, busca na memória o último lugar aonde havia visto determinado objeto. A seguir, frustrado e nervoso por não lembrar nem conseguir achar o dito cujo, ele entra em um tipo misto de pânico e colapso mental por não solver o problema e começa a tomar atitudes desesperadas e ilógicas como procurar pelo objeto em lugares absurdos, os quais haveria uma ínfima possibilidade de que ele poderia ter ido parar lá (por ex.: embaixo da geladeira) ou perguntar para pessoas, que nunca haviam reparado na existência do objeto perdido mesmo antes dele desaparecer, se elas o viram ou pegaram.

Depois de horas ou dias de uma cruzada interminável de busca, o indivíduo desiste e volta, aos poucos, ao seu estado normal. Prevalece a questão: Onde está o meu objeto??? Devo ressaltar que esses objetos são sempre coisas de suma importância para nós e que, somente depois que não o querermos mais ou o mesmo se tornar inútil e sem valor para o indivíduo ele simplesmente reaparece do nada, súbita e inexplicavelmente... Eis o mistério.

A Teoria do Universo Paralelo dos Objetos Perdidos explica. O seu indispensável objeto é teletransportado para um Universo Paralelo desconhecido o qual o retém até você não se interessar mais por ele. Depois disso ele retorna ao nosso universo exclusivamente para você encontrá-lo. Esse sistema, segundo os cientistas, usa a própria energia mental do indivíduo para prejudicá-lo, pois transforma a força mental dele, de atração para encontrar o objeto, para repulsão do mesmo.

Essa inversão de forças ocorre em razão do desespero pessimista e crescente do indivíduo, que começa no início de sua frustrada busca e sempre tem como foco o objeto, fazendo com que haja energia suficiente nele para que ocorra sua desmaterialização e para, finalmente, ele ser facilmente teletransportado para o Universo Paralelo, tornando impossível encontrá-lo.

Quando cessa a energia mental do indivíduo sobre o objeto, acaba-se este ciclo. As forças ocultas também cessam, voltando o objeto ao seu ponto de origem em nosso Universo. Termina-se o engodo e é reencontrado o objeto.

Se você por acaso tornar a perder um objeto o qual você não viva sem ele, destrua este ciclo. Como? Não se interesse pelo objeto perdido, apenas procure-o calmamente e pensando: "Se eu perdê-lo... e daí? Dane-se! É só uma coisa material que pode ser recuperada."

Lembre-se: você possui o objeto, não deixe que ele possua você.

lembre-se mais: A verdade está lá fora.

By Oswaldo da Costa

Opiniões, Sugestões ou Injúrias e difamações à minha pessoa?

Meu email: wolf@sunnet.com.br