Make your own free website on Tripod.com

PUBLICIDADE:

d'artagnan juris

Ano III - Nº 28 janeiro 2002.

MACEIÓ-ALagoas 
BRASIL

doutrina:

diversos:

ANUNCIE

DOUTRINA

E-BOOKS

ENViar TEXTO

LINKS

OPINIÃO

PARCEIROS

POEMAS

PRÊMIOS

RÁDIO 

RECOMENDE

UT. PÚBLICA

refletir

.::CONTATO::.

Clique na figura abaixo e fale conosco.

.::NOTÍCIAS::.

 

.::CADASTRO::.

Clique aqui para receber os nossos boletins mensais. CADASTRE-SE!

ENQUETES

Você gostou do novo visual deste Site?
Sim
Não
Votar
resultado parcial...

Você apóia a guerra que os EUA querem promover?
Não
Sim
Não sei
Votar
resultado parcial...

<< VOLTAR

.:: IMPRIMIR ::.

.:: AJUDA ::.

OPINIÃO - D'Artagnan Juris - (JFG)

Contador de visitas

SEQÜESTRO E MORTES NA LINHA 174

Autor: JOILSON FERNANDES DE GOUVEIA*

 

Todos vimos! Homens de preto, capuzes, máscaras, armamento pesado, grupos especiais de operações e de negociação de conflitos e o escambal...E tudo por causa de um meliante drogado e armado com um simples revólver, que punha em polvorosa e pânico seus reféns e suas vidas.

Lá, como aqui, também o choque virou BopE; mas rótulos e trajes jamais refletem eficiência e eficácia, enquanto o conteúdo e essência são os mesmos, assim como o frasco é igual. Aliás, o que é pior e mais grave, atestam nossa incompetência e despreparo ante à realidade dos fatos e perante o teatro cênico com câmaras e tudo mais. Todos querem aparecer na telinha... plim! plim! Em edição nacional? Não, em rede mundial, meu!. E aí dá no que deu...

1.º Ato - Se há uma UOp. de ações especiais e capaz para tal; só ela e mais nenhuma outra deve agir e negociar. Mas se viu quantos figurantes no "filminho global"? Centenas de PM, PC, Guardas Municipais, curiosos, ambulantes, jornalistas, repórteres de rádios e de todas as TVs do mundo, etc., etc. etc.) Aí meu, não há ego que resista! Todos os holofotes nele(o meliante)que se sente o próprio rei da cocada preta e, blá, blá, blá, ameaças, beijinhos, gritinhos, ceninhas e tal... O ibope em alta, crescendo, crescendo, suspende-se programação normal, flashes de reportagens no ar, tan, tan tan, tan... e o "cara" aparecendo mais, mais e mais... E, quando o ato está se tornando enfadonho, repetitivo e sem graça nenhuma, após mais de quatro horas no ar, eis que ele resolve sair do palco(o ônibus)e descer ao encontro dos "negociadores do conflito"... de repente, surge um atirador de elite(É, de elite, sim! pois, ela só faz merda mesmo, não?)um atirador de SKOL(que já deveria estar com umas 20 a 30 latas no "quengo", para errar à queima-roupa e "usar" arma imprópria para o fato) - se fosse um Atirador de Escol de verdade, nas 4 grandes chances dadas pelo "astro" já se teria resolvido tudo. Todavia, essa não é a missão da PM e menos ainda do Grupo de Negociação e/ou de Gerenciamento de Crise e Conflitos, como havia ali. Era preciso negociar, preservar e velar pelas vidas humanas ali ameaçadas(até mesmo do bandido)Mas...todos viram o final!

2.º Ato - Pronto! Tudo isso gera comoção nacional, constrangimento total, lágrimas, protestos e discursos(e que discursos, não?)e com eles as mirabolantes soluções e panacéias para resolver o problema dessa "insuportável situação - segundo FHC - que o País não tolera mais..." - Como se País tivesse sentimento. Se ao menos fosse a Nação. - "Vou baixar um decreto para acabar com a violência.." diz um. Outro: " Vou mandar botar as forças armadas nas ruas, elas têm que colaborar..." Um outro diz: "...vou mandar elaborar o plano nacional de segurança pública..."(houve um pernejamento: planejamento feito nas pernas ou nas coxas) "...vou liberar 700 milhões de reais, para os estados...para treinamento, reciclagem e novos equipamentos, mas vou exigir prestação de contas trimestralmente..," blá, blá, blá, etc. e tal. Eis a panacéia para solucionar o problema do recrudescimento da violência no Brasil. Pronto! Tudo está resolvido! Para eles! - Quantanamera, não!? Retórica falaz e ardilosa! Tudo paliativo e lenitivo para os efeitos da violência em si mesma, nunca nas suas causas e origens. Palhaços! Afinal estamos no grande circo Brasil, lembram?

Enfim, se são as armas de fogo, a velocidade(seu excesso), o álcool (embriaguez) e o tabaco que ceifam vidas humanas, então por quê não proibi-los? Agora, vamos aguardar um próximo capítulo dessa novela sem-fim. Nesse mesmo canal e nessa mesma hora. Não percam!!! Isso é o Brasil!


* Servidor público militar estadual no posto de Ten. Cel PM e Bel em Direito pela UFAL.